Escolha a linguagem:

Dr. Naturalis

Pergunte à Naturalis, nossos veterinários irão responder.

Gatos
Caes
Alimentação Educação Outros Saúde

Perda de controle das patas traseiras e excesso de medo

Bom dia, minha cachorra esta sem destreza nas patas traseiras e com excesso de medo, quando a gente pega ela no colo ela fica tremendo e se segurando muito! Já tratamos o caso como doença do carrapato mas sem sucesso. No exame de sangue mostra leococitos e plaquetas baixos.O que pode ser? Obrigado

Dra. Lara Goulart responde

Olá, boa tarde!  Esses sintomas são compatíveis com várias doenças, como por exemplo; a do carrapato, “Erlichiose/Babesiose” ou a Cinomose, uma doença viral de difícil diagnostico.

O mais indicado neste caso, é encaminhar seu animal novamente ao médico veterinário de confiança que fez o atendimento e solicitar novos exames mais específicos, para uma nova avaliação e um diagnostico mais preciso, começando assim um tratamento mais rapidamente.

Abraços! 

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Pênis exposto

Meu cão brincou com meu pé e seu pênis saiu todo pra fora até as bolinhas. Apavorados, o ajudamos a entrar, pois parecia estar com dor...se acontecer de novo, dele se excitar devo pará-lo ou isso é normal? Quanto tempo leva pro pênis entrar?

Dra. Lara Goulart responde

Olá! Não é corretor estimular excitação em machos, pois a exposição de pênis frequente e constante pode causar problemas mais graves. Se isso ocorrer novamente por um tempo prolongado, o mais correto é encaminhar seu cãozinho ao veterinário de sua confiança para uma avaliação completa, pois alguns casos são necessárias manobras especificas para reposição anatômica. Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Meu cachorro esta se lambendo muito

Meu cachorro ultimamente esta se lambendo muito e o pênis dele fica branco e um pouco para fora as vezes tenho a impressão que ele esta mordendo

Dra. Lara Goulart responde

Olá! Bom dia, Papais. Leve-o ao médico veterinário de confiança para que ele verifique se não existe nenhuma infecção ou alergia presente na região, pode ser que tenha algo provocando essa lambedura excessiva. Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Fezes do animal

É normal o filhote comer a própria fezes?

Dra. Lara Goulart responde

Olá! Isso é um distúrbio comum chamado de coprófaga, acontece com mais frequência em filhotes de algumas raças. Esse comportamento pode estar relacionado a problemas fisiológicos, como dietas inadequadas ou restritivas, e problemas comportamentais em que o filhote come as fezes para chamar a atenção dos donos, a atenção dada mesmo que seja de uma forma negativa acaba estimulando o ato.

Uma forma de amenizar esse comportamento é oferecer uma nutrição de qualidade e balanceada, você conhece a Naturalis? É um alimento totalmente natural e balanceado, com proteínas de alta digestibilidade a base de Frango & Peru, uma ótima opção, ele vai adorar!

Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Banho no inverno

Dar banho em períodos mais frios e com baixa temperatura, os cães podem tomar banho semanalmente ou teria alguma restrição e cuidados especiais ? No aguardo! Obrigada

Dra. Lara Goulart responde

Olá! A necessidade do banho diário não faz parte do mundo canino, mas para uma convivência saudável conosco, os cães precisam se submeter a algumas regras, uma delas, é o banho. A frequência pode variar tudo depende de quanto o animal é exposto ao ambiente externo, se ele possui pelos compridos ou curtos, idade e entre outras coisas.

O adequado é adotar um esquema semanal ou quinzenal sem exageros. Muitos banhos recorrentes retiram da pele do cão sua proteção podendo causar irritações e até mesmo dermatites, o que pode ocorrer também se o cachorro ficar muito tempo sem tomar banho. O importante é achar o equilíbrio destes períodos para cada animal. Lembrando sempre que no inverno o banho tem que ser mais morninho, em horas mais quentes do dia e manter eles sempre bem sequinhos.

Um bom banho! Abraços.

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Microchip

Gostaria de saber sr o microchip inserido no cachorro pide ser prejudicial futuramente. Tem risco de migrar para slgum órgão e causar doenças?

Dra. Lara Goulart responde

Olá! A prática de microchipagem, que já é comum e rotineiras em outros países vêm crescendo pouco a pouco no Brasil, cada vez mais pessoas buscam uma garantia de identificação segura e eficiente para os animais. O microchip é um pequeno dispositivo eletrônico, do tamanho de um grão de arroz, que tem um número de identificação programado e cada chip possui um número único. Os microchips são inertes (não se movem), ele é um material desenvolvido para não gerar qualquer tipo de reação quando em contato com o corpo do animal. Outra medida de segurança adotada pelos fabricantes é o dispositivo antimigratório. Uma minúscula película, ou às vezes uma cápsula envolve o transponder para garantir que ele não saia do local de implantação e “ande” pelo corpo do animal, eles também não possuem bateria e não utilizam nenhum tipo de energia. Por isso são considerados seguros e eficazes para identificação dos pets.

Fique tranquila, a microchipagem é uma das regras básicas do conceito de guarda responsável. Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

Doencas

Inchaço E vermelhidão no pênes ?

Dra. Lara Goulart responde

Olá!

Tutora é muito importante uma avaliação para descobrir a causa desse problema. Existem alguns diagnósticos, como, por exemplo: a parafimose, que é a dificuldade de retorno do pênis ao prepúcio após ereção, causando o inchaço e vermelhidão; e o priapismo, ereção prolongada e dolorosa, deixando a região com edema e vermelha. Ou até mesmo uma reação alérgica no local.

Leve-o ao médico veterinário de sua confiança para uma avaliação completa e se necessário realizar exames complementares para um diagnóstico mais preciso e um tratamento adequado.

Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!

peso border collie

Qual é o peso ideal para 2 meses e meio da minha border collie ela está com 5 kilos achei um pouco pequena quando comprei

Dra. Lara Goulart responde

Olá! Bom dia, tudo bom?

Existem alguns padrões raciais estabelecidos para um Border Collie já adulto, mas isso não se enquadra para um filhote. É muito comum em uma mesma ninhada de filhotes, encontramos tamanhos e peso diferentes, isso depende do pouco espaço e tempo de desenvolvimento dentro do útero da mamãe.

Por mais que sua mascote pareça ser pequena, ela vai se desenvolver, mas para que isso aconteça com saúde e vitalidade, é muito importante fornecer um alimento de qualidade e balanceado. Assim, Naturalis seria uma boa opção, um produto 100% natural e balanceado, com proteínas selecionadas de Frango e Peru, acrescentando pedacinhos de frutas desidratas, dando um sabor irresistível a ração. Compre e perceba o bom desenvolvimento da sua mascote.

 

Abraços!

Compartilhe essa resposta com seus amigos!
1
2
3
4
5
6